Bake Off Brasil vem com uma proposta diferente

Tudo começou quando a Band comprou o formato do MasterChef. Ela foi esperta em fazer isso, e o programa foi um sucesso, tanto de público quanto de faturamento. O SBT vendo isso, comprou outro formato e também fez o seu reality culinário, que foi chamado de Cozinha sob Pressão (que eu não gosto porque acho o chef Bertolazzi forçado gritando).

As semelhanças entre os dois é a pressão. Os competidores têm pouco tempo para cozinhar, e a comida tem que ser boa, senão corre o risco de ser eliminado. Eu acho que o MasterChef tem mais tensão que o Cozinha sob Pressão, graças ao trabalho de edição e da trilha sonora.

Tempos depois, a Record contratou o Cake Boss para fazer um reality com ele aqui no Brasil, e o prêmio do felizardo é ser sócio do cara. A Record foi muito esperta, porque o SBT poderia ter sondado ele, já que ele esteve no The Noite.

Mas o SBT resolveu comprar um formato parecido, de um concurso de bolos e confeitaria, e se apressou para colocar no ar antes da Record.

Aí você pensa que lá vem mais um reality culinário, com formato parecido que só serve para a emissora ganhar dinheiro (sim, isso também), mas você muda de ideia quando vê o Bake Off Brasil.

Correção: quis dizer DO.

No começo eu achei ele um pouco parecido com o MasterChef, mas aos poucos vi que ele tem um tom bem diferente dele, e também do Cozinha sob Pressão. Ele é um programa mais leve, em que não se faz pressão nos competidores, e por isso você não vê ninguém gritando com eles. Ticiana Villas Boas é uma apresentadora mais doce e calma, diferente de Ana Paula Padrão, que mantém uma postura mais firme e também participa da gritaria e pressão nos candidatos.

Eu disse TicianE? Quis dizer Ticiana. É muito ruim digitar no celular!

É difícil não comparar o Bake Off Brasil ao MasterChef, porque são programas do mesmo gênero, e o MasterChef é o melhor de todos que está no ar atualmente. Os próprios participantes do Bake Off devem assistir ao MasterChef, porque, não sei se vocês perceberam, mas na primeira prova, quando o tempo acabou e Ticiana disse: “Parou!”, teve gente que levantou as mãos!

Só na segunda prova foi que os participantes aprenderam (e nós também), que lá no Bake Off não é “Para tudo!”, e depois todos tềm que ficar de mãos para cima, e sim “Parou!” seguido de Um passo para trás!”.

Essas diferenças entre Bake Off e MasterChef são boas, porque senão tivessem, os programas ficariam muito repetitivos, correndo o risco de um desgastar o outro. Bake Off é mais leve, algo que combina mais com a sua proposta, que é de fazer bolo.

E agora alguns retweets meus, que são observações que eu concordo:

Anúncios
Bake Off Brasil vem com uma proposta diferente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s