O dia em que o português se adequará ao modo brasileiro de falar

Eu gostaria de ver o dia (se é que ele vai existir) em que no português vai se adaptar ao jeito brasileiro de falar. Nesses 516 anos de Brasil a língua portuguesa mudou muito por aqui por causa das influências dos indígenas e dos africanos. Hoje ele continua sofrendo influências de outras línguas, principalmente do inglês. Não só o nosso português de hoje é diferente do tempo em que o Brasil foi descoberto, ou ainda, diferente do português de 1 século atrás (basta ver a linguagem rebuscada dos nossos livros literários), como também é diferente do português de Portugal. Tanto é, que o nosso português é chamado de “Português Brasileiro” para diferenciar do de Portugal. Mas de vez de assumirmos as nossas diferenças e fazermos uma gramática independente da de Portugal e baseada na forma que falamos e na nossa cultura, fazemos acordos ortográficos, como o de 2009, para engessar ainda mais a língua, com o objetivo de deixá-la uniforme. Mas para que essa uniformidade? Isso não nos beneficia em nada, beneficia apenas os gramáticos, que são os únicos que devem falar corretamente o dia todo (imagine como deve ser chato falar com uma pessoa dessas). Só servem para encher os seus egos por terem o poder de dizerem o jeito “certo” de falar. Mas para a população em geral o Português é uma matéria chata com a sua grande quantidade de regras (claro que existem as pessoas que gostam) que não são usadas no dia a dia, e muitas vezes nem em comunicações escritas e formais, a não ser que passe por um revisor formado em Letras. São regras que não correspondem à realidade da língua falada. Até quando isso vai durar?

Nem preciso pegar um exemplo de regra gramatical para exemplificar o que estou dizendo. Vou pegar apenas um exemplo simples: o “vós”. Ninguém usa o vós. Então por que ele continua existindo? Ele deveria ser substituído pelo “vocês”. E a conjugação dos verbos com o pronome “tu”? Deveria ter uma alternativa de conjugação diferente, e ainda ser permitido o “você”. Mas o “vós” e a conjugação atual do “tu” não deveriam ser esquecidos para que quando as pessoas lessem textos antigos em que se usam essas conjugações, como a Bíblia, entendam o que está sendo dito. Mas eles devem ser ensinados como algo antigo, que não se usa mais hoje em dia, porque agora a forma de falar é outra. Para exemplificar, a conjugação dos verbos deveria ser assim:

Presente

Informal (e como devia ser) Formal (como é)
Eu faço Eu faço
Tu/Você faz Tu fazes
Ele faz Ele faz
A gente faz / Nós fazemos Nós fazemos
Vocês fazem / Vós fazeis Vós fazeis
Eles fazem Eles fazem

Pretérito imperfeito

Informal (e como devia ser) Formal (como é)
Eu fazia Eu fazia
Tu/Você fazia Tu fazias
Ele fazia Ele fazia
A gente fazia / Nós fazíamos Nós fazíamos
Vocês faziam / Vós fazíeis Vós fazíeis
Eles faziam Eles faziam

Certo, esses dois exemplos já bastam. Percebam que as conjugações da coluna esquerda mostram o jeito que a gente fala, que é um modo mais simples de falar, mais fácil de ensinar e aprender, e mais natural do que a que a gramática diz que é certa. Na semana passada ouvi dois professores de português dizerem que “a língua é viva”, e que ela se adéqua às mudanças no modo de falar das pessoas. Eu não acredito nisso, senão, não só a conjugação de verbos teria mudado, como também várias regras gramaticais de regência e concordância também já teriam. A gramática e os gramáticos só aceitam uma mudança quando eles querem, quando lhes é conveniente. Quando não, continua do jeito que está, se não pior. Não estou dizendo aqui que as regras devem ser tiradas de vez da gramática e que o nosso modo de falar deve ser simplório, mas sim que muitas regras são desnecessárias e não são usadas na prática, e essas sim deveriam desaparecer. Estou dizendo que a gramática deveria se adequar ao jeito brasileiro de falar português, se tornando assim, algo mais real para nós, brasileiros.

Anúncios
O dia em que o português se adequará ao modo brasileiro de falar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s