É errado a educação sexual a adolescentes de 13 anos?

Hoje eu li uma notícia que dizia que 150 pais de Rondônia acionaram o Ministério Público para que o livro de Ciências do 8º ano (antiga 7ª série) usado pelas escolas do estado, deixasse de ser usado, porque contém imagens de órgãos sexuais. A queixa é que essas imagens estão muito explícitas.

Na reportagem do link acima você pode ver as imagens do livro. Tem as imagens em melhor qualidade aqui.

Quando eu li essa notícia fiquei meio em dúvida sobre qual era o meu posicionamento sobre esse caso em específico. Eu já disse aqui a minha opinião em outro post sobre o absurdo das cartilhas e livros infantis de educação sexual distribuídos pelo governo à crianças a partir de 6 anos. Mas depois pensei, que nesse caso, os alunos do 8º ano estão na faixa dos 13 anos, e venhamos e convenhamos, adolescentes com 13 anos já não são mais inocentes, não é mesmo? Eu entendo a preocupação desses pais. Existe um desejo de manter a inocência dos filhos pela maior quantidade de tempo possível, mas com 13 anos essa época já passou. Eu não me lembro de ter visto imagens como as desse livro quando eu estava na 7ª série, mas vi algumas bem parecidas quando estava no 1º ano do Ensino Médio, ou seja, só dois anos depois. No meu livro só não tinha a imagem do pênis ereto e nem a parte que ensinam as meninas a examinar as mamas, mas as outras tinha. E no meu livro a 7ª série tinha também.

Existe a preocupação de que essas imagens e ensinamentos possam estimular esses adolescentes ao sexo precoce. Mas sabe, acho que nessa idade não há mais o que esconder, eles já sabem de tudo. Lembro que aprendi (e com certeza hoje em dia ainda deve ser assim) como se gera um bebê na 4ª série (hoje 5º ano). Não demora muito até que essa criança, que já está com 10 anos, comece a puberdade e todos os hormônios e desejos venham à tona. Quando eu estava no final da 5ª série os meninos começaram a ver e compartilhar entre si vídeos pornográficos. Ainda eram coisas leves, mas as pesadas mesmo foi no ano seguinte, na 6ª série, com todos tendo “apenas” 12 anos. O que a sociedade ainda vê como uma criança de 12 anos, na verdade já é um pré-adolescente. Os primeiros hormônios já fazem efeito sobre o corpo e sobre o comportamento. Até os 13 eles ainda têm um comportamento mais infantilizado, mas já não são mais propriamente crianças. Então esses pais estão reclamando que seus filhos de 13 anos estão vendo essas imagens no seu livro de ciências, mas nem devem saber que eles veem coisas piores escondidos. Os pais acharam ruim a imagem de um pênis ereto no livro, mas não devem saber que seus filhos de 13 anos se masturbam e veem o próprio pênis ereto. Parece que esses pais nunca passaram pela adolescência e não sabem como é.

Mas também não adianta dizer que a educação sexual vinda da escola e dos pais resolve tudo. Eu não acredito nisso. Não acredito em quem diz que hoje temos cada vez mais adolescentes grávidas porque elas não tiveram informação, e aí a curiosidade falou mais alto. Oh, coitadinhas! O negócio é o seguinte: com ou sem educação sexual na escola e com ou sem os pais tendo conversas abertas e francas com os seus filhos, a sua curiosidade e o seu instinto de descoberta continuará o mesmo. Eles poderão ouvir várias explicações e ver várias imagens em livros didáticos, mas ainda assim poderão querer ver fotos e vídeos pornográficos. E quanto à gravidez, a única coisa que a educação sexual nas escolas pode ajudar é dizendo que têm que usar preservativo para não pegar doenças sexualmente transmissíveis e não ter uma gravidez indesejada ou antes do tempo. Mas isso não vai impedir que eles vão lá e façam. E também acho ridículo as escolas darem camisinhas aos alunos, porque isso é um estímulo. A educação sexual deve vir de orientações, e não de estímulo. Ao dar camisinha à adolescentes é o mesmo que você estar dizendo: “pode fazer, é bom! Não tem problema, desde que use camisinha”. Isso deturpa os bons valores da sociedade, que infelizmente vão se perdendo a cada ano que se passa.

Já vi também muita gente dizer que os adolescentes engravidam porque não conseguem aguentar, não conseguem se segurar. E eles mesmo ainda justificam que “são os hormônios”. Antigamente quando não tinha esse papo de hormônios, e nem a mesma quantidade de informação que temos hoje, isso não acontecia. Pode perceber que na época dos nossos pais e avós o sexo era feito com responsabilidade e só dentro do casamento. Todos eles passaram pela adolescência e conseguiram segurar as suas vontades, então porque essa geração atual não consegue? É simples: porque não são os hormônios, e sim a liberalização cada vez maior no modo de viver e de pensar da sociedade, que provoca essas mudanças e faz todo mundo ver tudo como coisas normais.

Agora só uma coisa: educação sexual na escola aos 13 anos é aceitável, e diria que é até importante (desde que não se distribua camisinhas ou se faça outros estímulos), mas antes disso não. Ainda continuo com a mesma opinião sobre aquelas cartilhas que o governo chegou a distribuir no passado para crianças, porque aquilo sim é um completo absurdo (e estímulo a algo que as crianças não precisam saber ainda).

Anúncios
É errado a educação sexual a adolescentes de 13 anos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s