Sobre a entrevista de Joesley Batista à Época

E basicamente é isso o que eu acho sobre a entrevista de Joesley à Época. Ele falou tanto em Temer, Cunha e sua turma, a ponto de chamar Temer de chefe da maior quadrilha (e Lula, onde fica nessa história?), que desconfio que esse foco dele em Temer & Cia deve ter sido motivado por algo pessoal que lhe atingiu, e então ele resolveu se vingar dessa forma.

O cara era propina pra lá, propina pra cá, e agora vem dizer que é porque “aquela gente é perigosa” e ele não podia ficar distante, mas também não tão próximo. Vê se isso tem cabimento? Dando uma desculpa esfarrapada para justificar as propinas. E ele, rico do jeito que é e cheio de interesse em coisas do governo que lhe beneficiasse, vai dizer que só negociou a vida toda com Temer e o pessoal do PMDB? Duvido. Ele deve ter negociado com Dilma também, e até Lula. Ele sabe muito mais que isso que disse na entrevista, mas resolveu revelar só o que lhe era conveniente.

O que esse corrupto merecia era estar preso. Não entendi esse acordo que ele fez com a justiça que lhe permitiu ficar solto e ainda ir para outro país. Foi praticamente o mesmo que buscar asilo político em outro país.

Só deixando claro que não estou defendendo Temer. Como disse no tweet, não duvido de que o que Joesley disse seja verdade. Só acho estranho esse foco todo em Temer e na sua turma do PMDB. Esse Joesley não é nenhum satinho para sair falando de todo mundo e tentando se livrar da culpa, enquanto está aí solto e em outro país.

Anúncios
Sobre a entrevista de Joesley Batista à Época

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s