Vamos nos esconder na caverna!

Facebook - logoDesde o escândalo envolvendo o Facebook, em que dados de 50 milhões de usuários foram usados para influenciar a campanha eleitoral americana de 2016, que muita gente vem procurado maneiras de se proteger. Um dos fundadores do WhatsApp, por exemplo, cuspiu no prato que comeu disse no seu Twitter que estava excluindo o seu Facebook, e Elon Musk, dono da Tesla e SpaceX, que parece já não se dar bem por natureza com Mark Zuckerberg, também excluiu as páginas das suas empresas da rede social.

Tudo o que aconteceu é realmente preocupante, porque mostra não só como estamos expostos, mas como podemos ser facilmente manipulados em coisas sérias da vida, como a escolha de um presidente de um país. E tudo isso apenas com dados que deixamos na internet. O problema do Facebook é que em dado momento eles souberam o que estava acontecendo, e o que fizeram foi apenas banir o pesquisador que fez o aplicativo para coletar os dados. Isso foi há 2 anos atrás, e somente agora é que tudo veio à tona, e por isso, somente agora é que Mark Zuckerberg veio se pronunciar sobre medidas para melhorar as opções de privacidade na relação de usuário x aplicativos de terceiros, e somente agora foi que contrataram uma empresa de auditoria forense para se certificar de que todos aqueles dados obtidos pela Cambridge Analytica foram de fato excluídos (que foi o que o Facebook solicitou na época). Se esse problema não virasse notícia, o Facebook não faria nada disso e fingiria que nada aconteceu. Mas o que me chama a atenção é o foco que é dado em cima do Facebook, sendo que ele foi apenas o meio em que as informações foram coletadas, mas quem errou de verdade foi o pesquisador Aleksandr Kogan, que criou um aplicativo de teste psicológico comum que traçava um perfil do usuário, com a proposta de fazer uma pesquisa psicológica, mas que depois vendeu para a Cambridge Analytica, mesmo isso sendo contra as políticas de privacidade do Facebook. Foi por isso que quando o esquema foi descoberto, eles foram banidos do Facebook. Mas parece que ninguém tá ligando para isso, e só o Facebook é apontado como o culpado. Até aqui não vi nenhum governo ou a imprensa cobrar algo da Cambridge Analytica ou do tal pesquisador.

Essa semana saiu uma matéria no Tecnoblog mostrando como fazer para evitar compartilhar seus dados com o Facebook. Matéria oportuna, com boas dicas (especialmente a dica 2, que eu não sabia e é bem importante), mas algumas são exageradas. Se você fazer tudo ao pé da letra é melhor deixar de usar a internet, porque não adianta querer se proteger do Facebook e depois achar que não está mais sendo vigiado por ninguém. O Google, por exemplo, deve saber muito mais da gente do que o Facebook. O Google também tem um perfil nosso, conhece nossas preferências e interesses sobre todas as áreas das nossas vidas de acordo com o que pesquisamos no buscador, vê os nossos e-mails (do Gmail), sabe dos nossos compromissos e eventos (pelo Google Agenda), sabe onde estivemos e para onde vamos (pelo Google Maps e Waze), sabe que tipo de conteúdo gostamos de consumir (pelo buscador, YouTube, Google Play Música, Play Filmes e Play Livros), vê as nossas fotos (pelo Google Fotos), sabe qual o celular que temos, quais aplicativos instalamos, quanto tempo passamos neles, vê os nossos contatos do celular, nossos SMS… E muito mais. E o que você vai fazer? Deixar de usar o Google? Sinceramente, o Google é o melhor no que faz em se tratando de serviços da web. Eu não vou deixar de usar os seus serviços, que facilitam tanto a minha vida no dia a dia por causa de paranoias com privacidade.

Já que falei do Google, recentemente saiu uma notícia que o Facebook coletava o histórico de ligações e de SMS de usuários Android graças às permissões abertas demais do Android (coisa que não acontecia no iOS), e isso só foi mudado a partir da versão 4.1 do Android. Aí eu fico vendo gente que diz: “Facebook não presta, já excluí o meu” e outro respondendo “Também vou excluir!”, como se isso fosse a solução de tudo. Facebook, meus queridos, é apenas um aplicativo, apenas um site. Qualquer outro aplicativo que você instale no seu celular pode requisitar permissão para acessar seus dados, e você é avisado antes de instalar, mas mesmo assim você aceita isso e pronto. Qualquer aplicativo pode estar lhe vigiando e sabendo tudo sobre você, mesmo que esses dados coletados não tenham nada a ver com o que o aplicativo se propõe a fazer. E o que é que você vai fazer agora? Fugir e se esconder nas cavernas? E outra: o que adianta excluir o Facebook por causa da privacidade se você não larga do WhatsApp e do Instagram?

Achou errado otário - Choque de Cultura - Rogerinho
Achou que o Facebook não colhia dados do seu WhatsApp?

Não estou defendendo o Facebook. Perceba que eu disse que ele errou ao não fazer quase nada quando descobriu o vazamento de dados. E essa é uma rede social que eu não gosto, já disse isso aqui algumas vezes. Não tenho motivo para defender o Facebook. O problema é que as pessoas acham que só se livrando do Facebook já estarão com a vida sem risco de ter a privacidade invadida. O que ninguém percebe é que enquanto você estiver conectado é impossível se esconder. Enquanto você usar qualquer site ou aplicativo, várias pessoas estarão acessando seus dados e tentando descobrir quem você é e quais são os seus interesses e como tirar vantagem disso. Se você quer se proteger totalmente, deixe de usar a internet, é a única solução (o que eu não aconselho, senão é o mesmo que ir morar numa ilha isolada e sem ninguém).

Acho que o que está acontecendo é um movimento de preocupação exagerada com privacidade, mas tão exagerada que beira a insanidade. Não tem como se esconder, não tem como ter privacidade com o acesso à internet! Nem mesmo na Deep Web você está protegido. O FBI, a Polícia Federal e serviços de inteligência do mundo todo estão vigiando as ilegalidades de quem está na Deep Web achando que está escondido. Coloque isso na cabeça, deixe de se preocupar, aproveite as coisas boas que a internet pode oferecer e seja feliz!

Outro texto do Tecnoblog fala sobre como evitar que dados sejam compartilhados com o Google e mostra bem essa preocupação exacerbada. A última dica é: “evite os serviços Google”. Ah, fala sério! Se você acha que deixar de usar o Gmail, e ir para o Outlook.com, Yahoo!, UOL, Bol, etc. a sua vida estará mais protegida, estará se iludindo. A Microsoft, o Yahoo! e o UOL é que estarão vigiando seus e-mails. Você só mudou a empresa responsável por isso, mas sempre vai ter alguém lá. A mesma coisa em relação às pesquisas. Deixar de usar o Google para usar o Bing ou DuckDuckGo não é grande negócio. No caso do DuckDuckGo, ele diz que não coleta dados, mas em compensação você estará usando um buscador inferior ao Google. Desde que estou usando o Windows 10, que de vez em quando faço alguma busca pela barra da Cortana, que abre automaticamente o Edge com um resultado do Bing. Às vezes eu encontro o que procuro, mas já aconteceu outras vezes de eu não achar. O Bing mostra resultados antigos, e mesmo eu pesquisando por soluções de problemas do próprio Windows 10, uma vez ele me mostrou apenas um link do Suporte da Microsoft (antigo e que não resolveu meu problema), enquanto que quando eu abri o Google fazendo a mesma pesquisa me foi mostrado vários links e sublinks bem organizados do Suporte da Microsoft, e com anos mais recentes. Quer dizer, vale a pena deixar de usar o melhor para algo de segunda (ou terceira, quarta) categoria só por causa dos dados que são coletados? Para mim não vale.

Também não estou dizendo que você não deve se preocupar com a privacidade. Se você fizer alguns ajustes no seu Facebook, não se cadastrar em outros sites usando a sua conta (sempre prefira se cadastrar por e-mail), se você não participar de aplicativos e der uma olhada em todas as outras configurações de privacidade que eles dispõem, vai ser difícil os seus dados vazarem ou serem compartilhados por outras pessoas e empresas. Mas, mais que isso acho que já é exagero demais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s